quinta-feira, 10 de abril de 2014

A prancha de surfe de papel e o espirito inovador

 Estava navegando a esmo na rede virtual, pesquisando informações sem fim, quando me deparo com uma daquelas ideias que, a princípio, não sabemos se é maluca ou genial: uma prancha de surfe feita de papel.

Modelo computadorizado de uma prancha
de papelão da Sheldrake Cardboard Surfboard
 

Um californiano inventou uma prancha de surfe de papelão com o auxílio de um AutoCAD para desenhar as peças de encaixe e uma máquina de cortar papelão a lazer, para dar vida ao quebra-cabeça. A linha entre o excêntrico e o inovador costuma ser muito delicada, mas o Cardboard Surfboard me parece em todos os aspectos fruto de uma mente inquieta e criativa.

A tempos existe uma legião de pensadores que teorizam sobre a inovação, colocando a categoria dos desbravadores criativos como alimento do mercado capitalista ou a evolução da humanidade. No entanto, no universo do surfe sabemos bem que estes indivíduos não se encontram em laboratórios de grandes empresas ou governos, trabalhando ambiciosos por patentes e grana. Ao contrário, os principais contribuintes do esporte costumam trabalhar em garagens bagunçadas, noite adentro, com o único intuito de realizar projetos que lhes dão prazer. A recompensa é a sensação de surfar uma prancha única, desenvolvida e construída com as próprias mãos. O resto é lucro!

O site e o blog da Sheldrake Cardboard Surfboard mostram a evolução desta ideia desde 2009, com diferentes gerações de pranchas e melhorias do projeto. No entanto, o mais interessante me parece à iniciativa de vender o kit para montagem ou um manual com todas as manhas para você fazer um modelo com suas próprias medidas. Em um mercado tão competitivo como o das pranchas de surf convencionais, este inovador vende uma espécie de “lego” para surfistas construírem uma prancha muito especial, com um material barato, possível de encontrar facilmente na papelaria ou no lixo do vizinho.

A ideia é muito interessante, a iniciativa é diferenciada e a prancha parece ter um desempenho bom, sem nenhuma pretensão (a princípio) de se tornar o novo equipamento dos profissionais mundo afora. 

Modelo real de uma prancha 
de papelão da Sheldrake Cardboard Surfboard
Mas este tipo de prancha pode se tornar uma tendência?

Sem dúvida a ideia de construir pranchas, Stand Up ou embarcações by yourself (com as próprias mãos) é uma pratica que vem crescendo e conecta o atleta amador de uma forma mais profunda ao seu esporte. O mercado de pranchas não sofre nenhum risco com esta tendência, visto que o desempenho das pranchinhas mais “tecnológicas” é imbatível e os “surfistas artesãos” não costumam dispensar o equipamento de alta performance.


Se você também é um destes surfistas inquietos, vale a pena dar uma olhada nos tutoriais destas pranchas e, quem sabe, guardar a caixa daquela TV que você comprou. Só por precaução...

Veja alguns tutoriais desta prancha em:




Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário